Vou deixar a solidão me guiar

Sinto um gosto amargo da lágrima que escorre e termina em meus lábios. Trancado no quarto perdido entre as cartas e presentes seus. Desnorteado, solitário e sem perspectiva de novamente sentir o aquecer do Sol. O pensamento vaga pra todos os lados e não chego a lugar algum. Solidão que castiga, solidão traiçoeira, que me afasta de tudo e de todos. Vou deixar as ondas do mar levar esse meu barco sem direção para onde ele quiser. Sem você, não tenho mais opção.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s